A adaptação de games para o cinema tornou-se comum, portanto a Netflix resolveu apostar em Castlevania, série de jogos consagrada da Konami, e fez um anime que tem como base o jogo Castlevania III: Dracula's Curse. Não deveria ser uma tarefa difícil produzir um anime sobre o universo de vampiros, levando em consideração a vasta mitologia que Castlevania oferece, deveria dar muito certo. Contudo, fazer a 1ª parte do anime, com 4 episódios de quase 25 minutos cada, deixando a 2ª parte apenas para 2018 não aparenta ter sido uma boa ideia, ainda mais quando o roteiro deixa a desejar.

 

Castlevania, quando comparado com animes atuais, não possui uma animação de qualidade. A movimentação dos personagens, e até mesmo os cenários, são de extremo baixo orçamento. Apesar de acertar no tom mais sombrio e na violência sem censura - onde ocorrem os melhores momentos do anime -, o roteiro é confuso e fraco resultando em uma animação que não traduz a qualidade vista nos jogos da série. Perto de sua conclusão, quando finalmente aparece Alucard - um dos personagens mais influentes de toda a série de jogos Castlevania -, parece que tem um "up" no orçamento, e tanto a animação como o roteiro dão uma melhorada significativa, mas não o suficiente para salvar o anime.

 

 

Não custava esperar e fazer todos episódios de uma vez, pensar melhor no roteiro e investir um pouco mais na animação, mas Castlevania falha em entreter o fã da saga e fazer novos fãs para a mesma.

 

 

Nota: 5,5

Principais Lançamentos do Mês

Dezembro 2017
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Com a melhor qualidade de informação, o CineGamers reúne cinema, jogos, quadrinhos, séries e muito mais em um único lugar!